Guia de viagem de Marrocos

Saiba mais sobre os destaques culturais no norte da África.

Descubra Marrocos »

Comece a planejar suas férias e economize até 400 euros!

Garanta já o seu desconto Espresso ☕ !

Saiba mais

Férias no Marrocos

Na Sprachcaffe, sabemos que a preparação para uma viagem é uma forma de antecipar a alegria e a satisfação. Para que você possa aproveitar o seu curso de árabe em Rabat juntamos todas as informações sobre Marrocos que você precisará. Esperamos que essas informações sejam úteis para você e lhe desejamos uma boa viagem!

Marrocos é conhecido por suas diversas paisagens desérticas, que estão entre as mais belas do mundo. Mas o país é feito de mais do que apenas desertos áridos. O fascínio por Marrocos reside na sua diversidade, já que até mesmo atraentes resorts de esportes de inverno podem ser encontrados neste país.

Não são apenas as paisagens encantadoras que tornam o país tão atraente, mas também o fato de ser rico em cultura e arte, que ainda hoje é produzida através do verdadeiro artesanato. Esta cultura pode ser vista nos famosos mercados de Marrocos. Experimente o souk (suq) por si mesmo.

As cidades mais importantes do Reino de Marrocos, além da capital Rabat, são Casablanca, Fez, Marrakech, Agadir, Tânger e Meknes. Além disso, nove bens culturais são Patrimônios Mundiais da UNESCO. Para tornar sua viagem a Marrocos um destaque inesquecível, resumimos as informações mais importantes em nosso guia de viagem a Marrocos.

Marrocos - destaques culturais

Marrocos é mundialmente famoso por seu toque oriental como no conto de fadas de 1001 Noites. Esta característica pode ser experimentado sobretudo nas cidades históricas de Casablanca, Fés ou Marrakech, onde grandes atrações como a centenária Medersa (escola do Alcorão) esperam por você.

Curiosidades sobre o Marrocos

✓ Capital: Rabat

✓ Forma de governo: monarquia constitucional nominal

✓ População: 35.740.000

✓ Ambulância de chamada de emergência: 15

✓ Código do país: +212


Informações gerais sobre Marrocos

Geografia

O Reino de Marrocos está localizado no norte da África e faz fronteira com o Mediterrâneo e o Atlântico, bem como com o país vizinho africano da Argélia. Excluindo o Saara Ocidental, a área do país é de 446.550 km². Marrocos é, portanto, um dos países africanos comparativamente menores. A paisagem é incrivelmente diversa, então em Marrocos você encontrará paisagens desérticas estéreis, bem como montanhas cobertas de neve, planícies verdes e belas praias de areia.

Fuso Horário

A diferença horária de Marrocos para o Horário da Europa Central (CET) é de -2 horas no verão e CET -1 hora no inverno.

Clima e temperatura

As duas zonas climáticas de Marrocos são separadas pelas montanhas do Atlas. O noroeste do país é influenciado pelo Mediterrâneo, a parte sul por um clima moldado pelo Saara. A fauna também é fortemente dependente das diferentes zonas climáticas. No norte, especialmente no norte, acima das montanhas, predomina a flora mediterrânea. As tamareiras são plantadas nos oásis. Nas áreas montanhosas, por outro lado, você encontrará florestas, enquanto na costa sul crescem as plantas mais associadas à imagem de Marrocos: árvores de argan e jujubas. Morangos e pistaches também prosperam no Marrocos.
Como existem diferentes zonas climáticas em Marrocos, o melhor período para viajar depende do seu destino. Para o interior do país, onde pode variar entre 29 e 45 graus no verão, os meses de março a maio ou outubro a novembro são particularmente adequados. A melhor época para viajar para o noroeste é de abril a novembro.

Janeiro

☀️ Máxima: 18°
❄️ Mínima: 7°
🕗 Horas de sol: 6h
🌧️ Dias chuvosos: 6

Fevereiro

☀️ Máxima: 18°
❄️ Mínima: 8°
🕗 Horas de sol: 7h
🌧️ Dias chuvosos: 7

Março

☀️ Máxima: 19°
❄️ Mínima: 8°
🕗 Horas de sol: 8h
🌧️ Dias chuvosos: 7

Abril

☀️ Máxima: 20°
❄️ Mínima: 10°
🕗 Horas de sol: 9h
🌧️ Dias chuvosos: 6

Maio

☀️ Máxima: 22°
❄️ Mínima: 13°
🕗 Horas de sol: 9h
🌧️ Dias chuvosos: 2

Junho

☀️ Máxima: 24°
❄️ Mínima: 15°
🕗 Horas de sol: 10h
🌧️ Dias chuvosos: 1

Julho

☀️ Máxima: 27°
❄️ Mínima: 18°
🕗 Horas de sol: 10h
🌧️ Dias chuvosos: 0

Agosto

☀️ Máxima: 27°
❄️ Mínima: 18°
🕗 Horas de sol: 10h
🌧️ Dias chuvosos: 0

Setembro

☀️ Máxima: 26°
❄️ Mínima: 17°
🕗 Horas de sol: 9h
🌧️ Dias chuvosos: 1

Outubro

☀️ Máxima: 23°
❄️ Mínima: 14°
🕗 Horas de sol: 8h
🌧️ Dias chuvosos: 6

Novembro

☀️ Máxima: 21°
❄️ Mínima: 11°
🕗 Horas de sol: 6h
🌧️ Dias chuvosos: 6

Dezembro

☀️ Máxima: 20°
❄️ Mínima: 9°
🕗 Horas de sol: 6h
🌧️ Dias chuvosos: 7


Organizando viagens para o Marrocos

Requisitos de entrada

Cidadãos brasileiros não precisam de visto para estadias de até 90 dias no Marrocos. Para uma estadia mais longa, você precisa de uma autorização de residência. Para fazer isso, você deve enviar um pedido à polícia de imigração local no prazo de 21 dias após a entrada no país. Para esta aplicação é necessário, entre outras coisas, comprovação de recursos financeiros e uma razão pela qual uma estadia mais longa é necessária. A embaixada marroquina também pode fornecer mais informações sobre o pedido.
Recomenda-se estar apresentável ao entrar no país, pois pessoas que parecem descuidadas podem ser impedidas de entrar no país. Observe que algumas leis no Marrocos são muito diferentes das leis no Brasil, por isso recomendamos a todos que se familiarizem com as leis do país ou consultem o site do Ministério das Relações Exteriores se tiverem mais dúvidas.

Mais informações

Moeda

A moeda local é o dirham. Com um conversor de moeda, você pode descobrir rapidamente a taxa de câmbio atual entre reais e dirhams. Há um limite máximo de quanto dinheiro você pode trazer ou tirar do país (segundo o site do Ministério das Relações Exteriores, 1.000 dirhams duram). Como o limite muda regularmente, é aconselhável consultar o site da alfândega marroquina com antecedência. O dirham (DH) é dividido em 100 cêntimos. As notas vêm nos valores de 10, 20, 50, 100 e 200 DH e as moedas nos valores de 1, 2, 5 e 10 DH.

Sistema de saúde

O Sistema de Saúde de Marrocos geralmente é bom. Nas grandes cidades, você encontrará clínicas privadas pessoais bem preparadas, em muitos casos com profissionais formados na Espanha e França. Nas zonas rurais ou desérticas, a infra-estrutura pode ser algo limitada, portanto é recomendável ter algumas preocupações. Somente recorra ao hospital em caso de extrema urgência sendo preferível retornar ao seu lugar de origem.

É importante contratrar no seu país de origem um seguro de viagem e de saúde confiável que inclua assistência e translado médico, caso contrário poderá ser muito custoso. Se você viaja com automóvel, este deve estar preferivelmente com um seguro de máxima cobertura.

Não há nenhuma vacina obrigatória para viajar à Marrocos, mas é recomendável a vacina contra a tuberculose.

Tenha extrema atenção com a higiene, preste atenção nas comidas e bebidas. Beba sempre água engarrafada ou bebidas fechadas e lave bem as frutas e verduras com atenção especial. Também é recomendável não comprar comida em postos ambulantes. No verão é recomendável evitar o consumo de saladas que não foram feitas conosco.

Uma boa idéia é levar durante a viagem comprimidos antidiarréico, comprimidos para resfriados, ou comprimidos para combater infecções assim como protetor solar e repelente para mosquitos.

Checklist do que levar para a viagem

Para que você esteja perfeitamente preparado, preparamos um checklist para você.


Sociedade e vida cotidiana no Marrocos

Religião

A religião do estado é o Islã. Cerca de 98,7% da população é muçulmana. O Islã é, portanto, também a base das leis e influencia a rotina cotidiana dos marroquinos.

Política

De acordo com a constituição de 1992, Marrocos é uma monarquia constitucional nominal. O atual chefe de estado é Aziz Akhannouch, nomeado pelo rei Maomé VI, que pertence à dinastia Alawid.

Idioma nacional e comunicação

Embora o árabe e o maziriano sejam os idiomas oficiais do Marrocos, o francês também é usado em todo o país como língua comercial, educacional e de trabalho não oficial. O espanhol é falado esporadicamente em algumas regiões do norte.
Para cumprimentar e se despedir, é costume que amigos ou familiares do mesmo sexo se beijem duas vezes na bochecha. Se vocês se virem pela primeira vez depois de muito tempo, até ganham quatro beijos nas bochechas. Homens e mulheres apenas apertam as mãos. No entanto, após o aperto de mão, você pode opcionalmente levar a mão direita à boca ou ao coração para mostrar respeito e cordialidade.

Transporte público

Em Marrocos é comum viajar de táxi. É feita uma distinção entre o petite taxi (pequenos táxis) para viagens no centro da cidade e o grande taxi (grandes táxis) para viagens mais longas. Os preços são comparativamente baratos.
Se você não quiser pegar um táxi, pegar o ônibus é uma alternativa. Marrocos tem uma rede de ônibus bem desenvolvida. Existem conexões diretas entre quase todas as grandes cidades e geralmente todo lugar tem uma rodoviária onde você pode comprar passagens.


Cultura e história do Marrocos

História

Os primeiros vestígios humanos relatam que o território de Marrocos foi povoado à partir o período neolítico. Desde então, nestas terras passaram vários povos, como os fenícios, romanos, vândalos, visigodos, bizantinos e de forma permanente nas zonas de montanhas com os bereberes.

No Séc VII foi introduzido o Islamismo nas terras marroquinas e começou a modernização do país. O Marrocos se transformou na maior potência regional, mas o império se deteriorizou rapidamente por causa de inúmeras guerras civis.

Entre o Séc XV e XVI, Portugal, Espanha e Inglaterra competiram e ocuparam diferentes territórios do norte da África. Foi então quando Ceuta e Melilla passaram a formar parte do Reino da Espanha, situação que continuou até os dias de hoje.

Entre os Séc XVI e XX, a dinastia Alaui manteve o controle do país. O Marrocos foi o primeiro país a reconhecer a independência dos Estados Unidos e o tratado assinado entre os dois países é considerado o tratado de integração mais antigo do país americando.

Durante o Séc XX, as grandes potências européias mostraram grandes interesses no território de Marrocos. Tornou-se uma colônia da França e da Espanha, o que não significou uma ocupação, embora na prática Marrocos é uma colônia mais dos dois países, pois estes controlam suas finanças, agricultura e política exterior indiretamente. A França melhorou as infraestruturas mas ocupou as melhores terras, em contradição às necessidades da vida e educação da população, por isso que o povo aproveitou a Carta Atlântica durante a II Guerra Mundial para declarar a sua independência.

No dia 2 de março de 1956, o Marrocos declarou a sua independência durante o governo de Mohammed V. Nos anos sessenta, a educação e o modo de vida melhoraram, mas começou a minimizar o poder do povo. Com a subida de Mohammed VI ao poder em 1999 foram realizadas importantes mudanças democráticas e melhoraram consideravelmente os direitos da mulher.

Atualmente, o Marrocos está firmada perante a Constituição e é uma Monarquia Constitucional, com um parlamento eleito pelo povo. O Rei de Marrocos tinha amplos poderes executivos para dissolver o governo e o Parlamento, assim como comandar as forças militares, além de outros poderes. Os partidos políticos de oposição são permitidos e vários se apresentaram nas eleições nos últimos anos.

Eventos no Marrocos

Festival des Musiques Sacrées du Monde: O festival de música sacra acontece por volta de maio na cidade de Fès. Orquestras, solistas, corais e grupos de dança de todo o mundo se apresentam ao longo de uma semana. O festival acontece na cidade, nos jardins e na medina. Existe também a possibilidade de comprar um passe universal. Em 2017, um passe para o festival com acesso a todos os itens do programa custava o equivalente a 305 euros.

Festival da Cereja: Em uma cidade mais distante em Sefrou, você pode experimentar o Festival da Cereja em junho. Marrocos é um dos principais produtores desta fruta e por isso foi criado um festival à parte no final da época da colheita! Este festival é o mais antigo do país e começa no final de junho. Os habitantes locais vestem-se elegantemente e decoram as ruas com rosas. Canções folclóricas são tocadas e nove garotas particularmente bonitas em roupas tradicionais são selecionadas. Essas meninas então distribuem rosas e cerejas para as pessoas. Definitivamente vale a pena uma visita se você estiver interessado na cultura marroquina!

Festival de Folclore de Marrakech: O Festival de Folclore acontece em Marrakech entre março e abril. Este festival celebra a dança folclórica como uma herança tradicional. O festival oferece uma plataforma para o intercâmbio de tradições, pois grupos locais, bem como dançarinos da Europa e da África podem participar.

Mawazine Festival Rabat: Rabat hospeda o Mawazine Festival, um festival de música global de uma semana, uma vez por ano em junho. O line-up inclui artistas de toda a África, mas também da Europa, Ásia e do resto do mundo. Durante uma semana há inúmeros shows em todos os estilos e gêneros.

Jazz au Chellah: Desde 1996, concertos de jazz marroquino e europeu são realizados durante cinco dias em setembro em Chellah, a fim de promover o diálogo entre a Europa e Marrocos. Concertos de jazz com artistas europeus e marroquinos também acontecem aqui cada vez mais fora do festival.

Oudayas Surf Club: Qualquer pessoa interessada em surfar pode entrar em contato com o Oudayas Surf Club. Desde 1998, esta escola de surf atrai surfistas ávidos para compartilhar sua paixão. As aulas de surf podem ser feitas aqui todos os dias, exceto às segundas-feiras. Uma aula de surf custa 150 DH.

Procissão das Velas: Esta festa realiza-se na cidade de Salé. Os homens carregam enormes lanternas de cera de todas as formas e tamanhos e dançam em círculos. A cidade é lindamente decorada e é particularmente popular entre os habitantes locais. Porque esta é a época em que começa a temporada das velas para comemorar o nascimento de Maomé. Os locais ainda têm dois dias de folga durante esse período.

Feriados públicos

11 de janeiro comemora o feriado do Manifeste de l'indépendance (Declaração da Independência). O Manifesto de 11 de janeiro de 1944 levou à formação do 'Partido da Independência' (Al-hizb al-istiqlal) e ainda hoje é importante para os marroquinos.
O dia 1º de maio também é comemorado no Marrocos como Dia do Trabalho ou la Fête du Travail (francês) e Aid a choghl (árabe).
Em 30 de julho, la Fête du trône (francês)/ Aid el 3àrch (árabe) é comemorado. Neste dia é celebrada a ascensão ao trono de Mohammed VI. Este feriado muda dependendo do rei. Anteriormente, comemorava-se o dia 3 de março, dia em que Hassan II, pai do atual regente, assumiu o poder.
O dia 14 de agosto marca o retorno das províncias do Saara a Marrocos. Este feriado também é chamado de Allégeance Oued Eddahab ou Dikra Istirjaa Oued Eddahab et Sakia el-Hamra.
Em 20 de agosto, o povo marroquino celebra La révolution du roi et du peuple / Thawratou el malik wa chaāb (em português: o rei e a revolução popular). Neste dia é celebrada a revolta do povo marroquino contra o desterro do rei pelos franceses.
Em 21 de agosto, o povo comemora o aniversário de seu rei Mohammed VI. Este dia também é chamado de "Dia da Juventude" (Fête de la Jeunesse/Aid Achabab ).
O dia 6 de novembro comemora a chamada "Marcha Verde" (La marche verte/ El massira el khadrae). Durante esta marcha, os marroquinos queriam fortalecer seu domínio sobre o território do Saara Ocidental.
O dia da independência em 1956 é comemorado no dia 18 de novembro com a Fête de l'indépendance (árabe: Aid el istiqlal).

Não se deve esquecer ainda do mês de jejum recorrente anualmente, o Ramadã. O Ramadã é determinado e determinado todos os anos com base na posição da lua. O mês de jejum influencia a vida dos moradores. Os horários de funcionamento de lojas e atrações podem mudar com o tempo. Muitas vezes, há muito o que experimentar à noite, após o pôr do sol, há barracas de comida por toda parte.

Alimentação

A culinária marroquina também é uma deliciosa aventura. Marrocos é conhecido por suas especiarias, então você pode esperar uma experiência muito saborosa. Os pratos nacionais incluem tajine e cuscuz. O cuscuz costuma ser comido às sextas-feiras, e não é incomum comer o prato com as mãos. Nas saladas marroquinas, muitas vezes você encontrará pepinos e tomates incorporados. A ementa inclui ainda todo o tipo de espetos de carne ou pratos de peixe da costa. Um dos pratos mais inusitados é a cabeça de bode cozida, servida com sal e cominhos. Com a Sprachcaffe você tem a oportunidade única de fazer um curso de culinária típica marroquina:


Curiosidades sobre o Marrocos

Erros mais frequentes

Não tire fotos de tudo e de todos! A tradicional proibição islâmica de imagens, que afirmava que nem animais nem pessoas poderiam ser fotografados, não desempenha mais um papel importante na vida cotidiana. No entanto, você deve pedir permissão antes de fotografar alguém. Também é aconselhável não fotografar instalações oficiais, especialmente instalações militares ou policiais e militares, pois a documentação desses locais é proibida por questões de segurança.

Ao receber presentes, você deve observar alguns regulamentos. Você precisa de uma licença especial para fósseis e pedras semipreciosas. Em geral, por respeito à flora e fauna locais, você deve abster-se de dar presentes de plantas ou pedras. Você não tem permissão para levar mais de 10 pedras para fora do país. Também não é permitido trazer sementes de plantas exóticas. Têxteis, cerâmica ou vidro são permitidos. Produtos de marca falsificadas também serão confiscados de você na alfândega.

Como em qualquer cidade grande, você deve cuidar de sua bolsa em Rabat, especialmente nos mercados.

Você não deve esquecer que está em um país muçulmano, então lembre-se de não se vestir de forma muito reveladora. Você também deve evitar beijar ou dar as mãos em público, pois é incomum no Marrocos trocar essas intimidades.

Dicas + Truques

Uma gorjeta de 10% é geralmente dada em restaurantes. Em um café, geralmente é 1 dirham por bebida. Os motoristas de táxi recebem cerca de 2 a 5 dirhams a mais, dependendo da tarifa.
Os carregadores de bagagem recebem de 5 a 15 dirhams por peça de bagagem, dependendo do hotel.

Respeite o Ramadã e não faça refeições muito pesadas nas ruas durante o dia. Observe também que durante este período o serviço nos hotéis ou transporte local (ônibus/táxi) às vezes diminui de qualidade. e o álcool é limitado.

Se você for convidado para um chá, leve um pequeno presente com você e sempre aceite educadamente a comida oferecida.

Antes de entrar nas acomodações ou mesquitas, se estes forem abertos a não-muçulmanos, deve-se tirar os sapatos.

Pequeno dicionário

PORTUGUÊS

ÁRABE

ÁRABE EM CARACTERES ÁRABES

Olá!

Salam!

سلام

Bom dia!

Sabah el kheer!

صباح الخير

Boa noite!

Tosbeho 'ala khair! (m)/ tosbeheena 'ala khair! (f)

تصبح/ تصبحين على خير

Bem-vindo!

Marhaban!

مرحبا

Como você vai?

Kaifa haloka? (m)/ Kaifa haloki? (f)

كيف حالك؟

Ótimo, obrigado!

Ana bekhair, shokran!

أنا بخير شكرا

E você?

Wa ant? (m)/ Wa anti? (w)

و أنت؟

Muito obrigado!

Shokran (jazeelan)!

شكرا (جزيلا)

De nada!

Al'afw!

ألعفو

Até logo!

Araka fi ma ba'd! (m)/ Araki fi ma ba'd! (f)

أراك في مابعد

Tchau!

Ma'a salama!

مع السلامة

Estou perdido

Ada'tu tareeqi!

أضعت طريقي!

Posso ajudar?

Hal beemkani mosa'adatuk?

هل بإمكاني مساعدتك؟

Pode me ajudar?

Hal beemkanek mosa'adati?

هل بإمكانك مساعدتي؟

Onde fica o banheiro/farmácia?

Ayna ajedu al merhaad/ assaidaliah?

أين أجد (المرحاض/ الصيدلية)؟

Você fala inglês/árabe?

Hal tatakallamu alloghah alenjleziah/ alarabiah?

هل تتكلم اللغة الإنجليزية /العربية؟

Meu nome é …

esmee

إسمي....