Turismo na Itália

Guia da Itália

Um curso de italiano na Itália pode ser a desculpa perfeita para conhecer este país incrível e romântico do Mediterrâneo. A cultura, a gastronomia e o caráter dos italianos, sem dúvida, contribuírão para que a sua viagem de intercâmbio seja perfeita e você possa aproveitar bastante as suas férias na cidades de Florença ou na Região da Calábria.

Para que você possa preparar a sua viagem de intercâmbio o melhor possível, reunimos todos os tipos de informações úteis sobre o turismo na Itália. Prepare-se para aproveitar e curtir muito a Itália!

Informações sobre a Itália: Requisitos para viajar à Itália

Os cidadãos da União Européia não precisam de nenhum tipo de visto para a Itália, somente um passaporte ou o documento de identidade válido. No caso dos cidadãos portugueses, somente é necessário a carteira de identidade do país para viajar e entrar na Itália. Assim como os portugueses, os brasileiros também não precisam de visto para entrar na Itália, porém é necessário a apresentação do passaporte válido por alguns meses depois da sua data de retorno e da passagem de ida e volta ao país de residência.

Por outro lado, a Itália mantém vários acordos bilaterais com vários países. Dependendo da sua nacionalidade, você precisará de um ou outro tipo de visto para Itália. Você pode encontrar todas as informações em nossa página de Visto para a Itália.

Informações sobre a Itália: Sistema de Saúde da Itália

Os cidadãos da União Européia na Itália contam com diversas vantagens caso haja necessidade de receber assistência médica durante a sua estadia. Com o Cartão de Saúde Europeu, você terá direito a receber atendimento médico no Servizio Sanitario Nazionale (Serviço de Saúde Nacional).

Mesmo assim, nem todos os tratamentos médicos estarão cobertos, portanto recomendamos que faça um seguro de saúde privado que cubra você durante toda a sua estadia. Isto é um requisito indispensável para entrar no Território de Schengen.

Informações sobrea Itália: Dados Gerais

  • Nome Oficial: Républica Italiana
  • Área Territorial: 301.250 km²
  • População: 57,5 milhões de habitantes
  • Capital: Roma (2,663 milhões de habitantes)
  • Moeda: Euro
  • Idioma: Italiano e vários dialectos
  • Religião: 85% Católicos Romanos e 5% Judeus e Protestantes
  • Institução Política: República Parlamentarista
  • Coste de vida: O custo de vida na Itália, especialmente nos restaurantes e bares não é muito elevado em comparação aos outros países vizinhos europeus. O custo do aluguel varia de acordo com a cidade, mas nas cidades como Roma e Florença, o custo de vida é mais elevado do que na Região da Calábria.
  • Gorjeta: Na maioria dos restaurantes não é obrigatório deixar gorjetas, mas não fazê-las, não é muito bem visto, sobretudo se você ficou satisfeito com o serviço. Para os taxistas não é necessário dar nenhum tipo de gorjeta, ao contrário dos ajudantes ou empregados do hotel.

Informações sobre a Itália: História da Itália

A Itália exerceu uma profunda influência na história mundial e na civilização ocidental em particular. Por suas terras passaram várias culturas como os etruscos e os latinos, e foi o berço do Império Romano, cuja cultura definiu o mundo ocidental como hoje conhecemos.

Os primeiros povos da Itália foram os lígues e etruscos. Na costa sul da penísula foi encontrado vestígios de colônias gregas e etruscas. As culturas grega e etrusca influenciaram muito na cultura romana, tanto que os primeiros reis de Roma foram etruscos.

Em 753 a.C, a cidade de Roma foi fundada às margens do Rio Tibre. Desde o começo até meados de 500 a.C. foi governada pela monarquia que foi substituída por uma república. A grande expansão de seus territórios assim como os diversos conflitos internos deram lugar ao fim da república e ao nascimento do Império Romano. No seu apogeu, extendeu-se por toda a Europa, o norte da África e as terras próximas do Oriente. Não só a cultura, como também a arquitetura, contruções, leis e muitos outros aspectos marcaram o início do mundo civilizado que hoje conhecemos.

A separação em dois e a mudança da capital para a Constantinopla marcaram o início do final do Império. Em meados de 800 d.C. várias tribos germânicas, normandicas e francas se estabeleceram nas terras do império e Carlos Magno anexou parte do norte da Itália ao seu império. Vários séculos de guerras civis terminaram com a criação do Império Franco e o que hoje é a Alemanha. Surgiram as cidades-estados enquanto o poder da igreja seguia crescendo.

Durante os séculos seguintes, a Itália foi dominada pelos espanhóis, austríacos e franceses. Apesar de todos esses conflitos, a criação de obras artísticas e arquitetônicas imergiram bastante, sendo a região da Toscana o berço do Renascimento.

No Séc XIX, surgiu o sentimento nacionalista italiano resultado na união do Reino da Itália por Garibalid, Cavour e Mazzini. Mesmo assim, sempre houve certas diferenças entre o norte e o sul, principalmente sociais. No Séc XX, Mussolini chegou ao poder, revogando direitos civis, e aliando-se à Hitler durante a II Guerra Mundial. Em 1945 e 1948, finalmente foi criada uma nova Constituição. Atualmente, a Itália é uma República que foi abalada por encândalos e corrupções em vários governos.